Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Como aumentar a concentração durante o estudo: 6 estratégias de sucesso

Mäyjo, 10.01.20

Várias situações podem influenciar a produtividade do aluno.

Mas é possível aumentar a concentração durante o estudo, lê o texto e encontrarás algumas sugestões.

Imagem1.png

Como aumentar a concentração durante o estudo pode, por vezes, ser uma tarefa atribulada para alguns alunos. Todas as etapas escolares são exigentes para o aluno e é importante que comeces a desenvolver as tuas próprias estratégias para adquirires bons hábitos de estudo.

 

Quando entra no pré-escolar a criança inicia formalmente a sua trajetória. Aqui os educadores têm um papel importante na estimulação da aprendizagem facilitando que a criança construa o seu próprio conhecimento de uma forma lúdica.

 

Na entrada para o 1.º ciclo as tarefas começam a ser mais exigentes e, consequentemente, terá que haver maior concentração durante o estudo. Na escola secundária as atribuições de trabalho são feitas a curto prazo, uma semana no máximo e, desta maneira, os professores ajudam o estudante a distribuir o seu tempo de estudo adequadamente.

 

Na Universidade, o aluno passa a ser responsável por organizar o próprio estudo. Se não gerir adequadamente o seu tempo, corre o risco de não conseguir terminar as suas tarefas nos prazos estabelecidos.

 

Com isto deves estar a pensar na importância de adquirir bons hábitos de estudo. Então o que será preciso? Em primeiro lugar é importante conheceres-te a ti mesmo e, assim, será mais fácil responderes à pergunta de como aumentar a concentração durante o estudo.

 

A parte mais difícil de um plano de estudo é, muitas vezes, o começar. Nem sempre conseguimos motivar-nos o suficiente para começar e, por isso, adiamos constantemente.

Imagem2.png

Estas são algumas sugestões que te podem ajudar (1):

 

  • Tenta interessar-te pelo tema;
  • Estabelece objetivos claros e realistas;
  • Exclui distrações (telemóvel, tablets, etc.);
  • Varia a rotina dentro do bloco de estudo;
  • Sumariza com frequência;
  • Usa canetas, marcadores de cores diferentes para cada disciplina/cadeira;
  • Faz intervalos a cada 50/55 minutos;
  • Recompensa-te por estudar como planeado.

 

Se não tens motivação, mais cedo ou mais tarde ela surgirá. Por isso outra técnica que sugerimos é a seguinte (1,2):

 

Quando tens de estudar senta-te a uma mesa só com os materiais de estudo num local com iluminação. Mais cedo ou mais tarde vais começar a estudar porque não é permitido sair da cadeira nesse período de tempo.

 

 

NÃO TE APETECE ESTUDAR? O QUE FAZER?

Imagem3.png

Quando não consegues arranjar estratégias para te concentrares no estudo experimenta o seguinte:

 

Define um horário de trabalho durante a época de exames/testese cinge-te a ele. Faz de conta que estás a trabalhar, compromete-te e dedica esse tempo apenas à tua formação. Isto não significa que tenhas de passar 8 horas por dia a “marrar”, daí a importância de te conheceres bem. Estudas melhor ou és mais produtivo em que parte/hora do dia? Se já te conheces e sabes que, por exemplo, de manhã não vale a pena, não insistas. É tempo perdido e frustração ganha o que não ajuda a tua motivação/concentração;

 

Define um número de horas por dia e é esse número que decidires que será dedicado a atividades relacionadas com a tua formação. Isto inclui organizar capas de diferentes disciplinas: 

 colocar os materiais que os professores distribuíram nas aulas, 

 os teus apontamentos depois, 

 o material de leitura obrigatória e facultativa; 

conversar com colegas sobre a matériaprocurar materiais na internet ou sublinhar nas fotocópias onde estão as coisas mais importantes ou os títulos dos materiais da disciplina.

 

Uma dica importante é gostar do aspeto visual daquilo com que estás a trabalhar. Investe numas canetas novas, nuns marcadores, nuns cadernos que gostes, capas coloridas, etc.

 

 

Se estás com algum problema do foro emocional que está a ter implicações na tua capacidade de concentração durante o estudo e/ou esteja a interferir com os teus resultados escolares e não estejas a conseguir ultrapassar sozinho, pede ajuda a um profissional de saúde. Um Psicólogo pode ajudar-te nesse campo.

 

Fontes

  1. Martins H. (2009). Técnicas de estudo para pessoas irrequietas. Escola superior de Saúde Politécnico do Porto/Gabinete de Apoio ao Aluno.
  2. Zande B. et al., (2012). Lighting affects students’ concentration positively: Findings from three Dutch studies. Lighting Research and Technology.

 

 

 

 

 

EXPRESSA AS TUAS IDEIAS DE FORMAS DIFERENTES

Mäyjo, 22.09.17

 

Um homem cego estava a pedir numa rua de Nova York, com um cartaz que dizia: "Eu sou cego AJUDE-ME"

Um homem que passava viu-o...

Ele pegou no cartaz e escreveu alguma coisa... a partir daí o cego fez uma boa colecta... Muitas pessoas começaram a dar-lhe dinheiro...

Consegues adivinhar o que o homem escreveu?

Ele escreveu: "Tu és bonito mas eu não posso ver-te"...

A maneira de nos expressarmos pode mudar muitas coisas...

ENTÃO EXPRESSA AS TUAS IDEIAS DE FORMAS DIFERENTES! :)

Como fazer um Carnaval mais sustentável

Mäyjo, 27.02.17

carnaval

Todas as ocasiões são boas para reciclar, mas há alturas mais especiais do que outras: o Carnaval pode ser um bom exemplo disso. Conheça as dicas da Sociedade Ponto Verde para este Carnaval, e junte o útil ao agradável e aprenda a reciclar no Carnaval. 

 

1- Em altura de festas os mais pequenos acabam sempre por receber aquele presente que tanto desejam e o Carnaval não é excepção. Sempre que oferecer presentes aos mais novos ensine-os a colocar as embalagens no sítio certo. Se estas forem de cartão, utilizem o ecoponto azul.

2- Se precisa de uma ideia para compor o fato de carnaval, as embalagens de detergente da roupa podem dar excelentes chapéus. Por isso ponha a imaginação a funcionar e prime pela originalidade. Não se esqueça que depois deve colocar o plástico no ecoponto amarelo.

3- Fazer um fato de carnaval pode ser um desafio, mas com a ajuda de um bom tubo de cola tudo pode ser mais fácil. Depois de vazios, os tubos de cola devem ser colocados no ecoponto amarelo.

4- O fato de carnaval pode ser extraordinário, mas só fica completo com uma boa maquilhagem. Depois da festa tenha todos os cuidados necessários para que a sua pele se mantenha bonita. Coloque os boiões e bisnagas de limpeza da pele no ecoponto amarelo.

5- Festa que é festa acaba por ter champanhe. Quando abrir a garrafa de champanhe para festejar mais um carnaval animado, lembre-se que o brinde só acaba quando colocar a garrafa vazia no ecoponto verde.

6- Quando a festa acabar, não se esqueça de separar as decorações carnavalescas. Coloque as serpentinas e os confetes no ecoponto azul.

Foto: via Creative Commons

Como reduzir o lixo que produz no seu local de trabalho

Mäyjo, 25.02.17

escritorio

Diminuir a quantidade de lixo que produz em sua casa é tão importante como reduzir e reciclar a quantidade de lixo que produz no local de trabalho. Indicamos-lhe aqui 20 dicas para que, em colaboração com os seus colegas, seja possível diminuir o lixo produzido no escritório.

 

20 DICAS PARA REDUZIR O LIXO NO ESCRITÓRIO

1- Criação de uma equipa de prevenção de lixo para pensar em ideias para reduzir o desperdício, consciencializar e motivar os restantes colegas para a mesma causa.

2- Realização de uma auditoria ao lixo produzido – distribuição de sacos vazios para o lixo de uma semana e posterior análise à quantidade de lixo produzida.

3- Depois da auditoria, escolha dos tipos de lixo passíveis de reciclagem.

4- Escolha de produtos reciclados, como o papel.

5- Peça aos fornecedores para deixarem as caixas de cartão dos produtos para que possam ser reutilizadas.

6- Disponibilização de canecas e copos reutilizáveis.

7- Reutilização de embalagens que chegam ao escritório para envio de encomendas e envelopes para a distribuição de documentos internos.

8- Utilização de produtos de limpeza concentrados.

9- Desafie os seus colegas a trazerem um almoço com o mínimo de desperdício, em vez de irem almoçar fora ou comprarem comida embalada.

10- Organização de almoços colectivos.

11- Programe as impressoras para imprimirem frente e verso e sempre com qualidade de rascunho.

12- Fale directamente com os seus colegas para evitar lixo electrónico.

13- Substituição dos cartuchos de impressão descartáveis por recarregáveis e troca de pilhas descartáveis por recarregáveis.

14- Criação de uma brigada para recolher canetas vazias e outros produtos não recicláveis.

15- Criação de um jardim comunitário e de uma estação de compostagem, para saquetas de chá, restos de fruta e borras de café.

16- Doação de mobiliário de escritório sem utilização a instituições.

17- Criação de um local onde os colaboradores da empresa possam devolver o excesso de material de papelaria.

18- Reciclagem de telemóveis, toners e cartuchos de impressora, assim como lâmpadas, para instituições de caridade.

19- Colocação dos ecopontos perto das impressoras e fotocopiadoras.

20- Criação de um ponto de partilha de sacos para reutilização.

DICAS PARA UM NATAL MAIS SUSTENTÁVEL

Mäyjo, 22.12.16

natal

O Natal está quase aí! Neste período em que o estimulo ao consumo é maior, também o impacto ambiental aumenta, com o desgaste de recursos e a consequente produção de resíduos, com o aumento do uso energético e produção de gases com efeito de estufa.

 

A associação ambiental Quercus deixa aqui algumas ideias e sugestões para um Natal mais sustentável, sempre tendo em mente o respeito pelo ambiente, o apoio a projectos sociais e a redução de custos.

Aqui ficam as dez dicas para um Natal sustentável:

1- Escolher a árvore de Natal: se vive numa zona urbana (sem jardim ou quintal) opte por uma árvore artificial que possa reutilizar durante vários anos. Ao optar por um pinheiro natural, escolha com raiz se tiver oportunidade e espaço para os plantar novamente, depois de terminar este período festivo. Uma outra opção passa por usar como árvore de Natal os ramos provenientes de podas e cortes responsáveis feitos na floresta

2- Quando iniciar as decorações: inicie as decorações com a época natalícia (que deverá coincidir com o início do advento, último fim de semana de Novembro) evite, assim, o desperdício de recursos ao começar demasiado cedo

3- Luzes de Natal: opte pelo uso de lâmpadas mais eficientes e de menor consumo energético. Não deixe as luzes acesas em períodos em que não se encontra ninguém em casa ou a família está a dormir

4- Decorações: faça as suas próprias decorações de Natal reutilizando materiais ou, em alternativa, adquira artigos produzidos por Associações de carácter social ou a artesões locais que utilizem produtos sustentáveis

5- Preparativos: utilize os transportes públicos nas suas deslocações

6- Presentes: na oferta de prendas alimentares prefira produtos de origem nacional e, se possível, de modo de produção biológica; em produtos de perfumaria, cosmética ou higiene pessoal, escolha marcas com produtos naturais, biológicos e que não fazem testes em animais (consultar a listagem disponibilizada pela Liga Portuguesa dos Direitos do Animal); em equipamentos eléctricos e electrónicos é importante informar-se previamente quais as marcas mais seguras e ambientalmente mais sustentáveis (consultar páginas da Greenpeace e do projecto Topten.pt da Quercus). Ofereça sobretudo o seu “tempo” como presente, através de visitas aos amigos, familiares e aos mais necessitados

7- Embrulhos de Natal: aposte na reutilização desde o papel de embrulho e adereços, aos sacos, frascos, caixas e outros materiais com potencial de reaproveitamento

8- Ceia de Natal: de modo a evitar o desperdício de alimentos, faça uma lista de compras do que é mesmo necessário, e evite o consumo de produtos demasiado embalados. O ideal é confecionar a maior parte dos pratos e sobremesas em casa, privilegiando produtos locais/regionais/nacionais, adquiridos no comércio local e, se possível, de origem biológica e/ou provenientes de redes de comércio justo. Algumas cooperativas locais promovem a comercialização de cabazes de produtos da zona, privilegiando o contacto direto entre produtor e consumidor, e reduzindo a pegada de carbono destes alimentos

9- Fritos de Natal: recolha o óleo alimentar utilizado nas frituras dos doces de natal e entregue-o para reciclar num ponto de recolha próximo da sua residência

10- Resíduos: faça a separação dos diferentes resíduos, reutilize os papéis de embrulho e os laços decorativos e encaminhe os diferentes materiais para reciclagem utilizando os ecopontos. Adie alguns dias a deposição dos resíduos não orgânicos de forma a evitar a acumulação de lixo nos contentores

Foto: via Creative Commons